Bolsas de isenção parcial “Bienvenue en France”

Na ocasião das novas medidas de atratividades “Bienvenue en France”, a Embaixada da França no Brasil oferece para o ano acadêmico 2019/2020 mais de 60 bolas de isenção parcial para os estudantes brasileiros ou não-europeus morando no Brasil.

A chamada para as bolsas “Bienvenue en France”, será aberta até o 9 de junho incluído. Todas as informações são detalhadas – em português – no link seguinte :

https://www.bresil.campusfrance.org/pt-br/chamadas-abertas-para-as-bolsas-de-estudos-bienvenue-en-france

Os candidatos, quem deverão ser aceitos para as universidades francesas, serão notificados individualmente a partir do inicio do mês de julho, através a plataforma “Etudes en France”.


Encontro CNRS – FAPERJ

Da esquerda à direita : Olivier Fudym (Diretor do escritório do CNRS no Rio), Alexis Lenoir (Encargado de Cooperação CNRS Rio), Jerson Lima (Presidente da FAPERJ), Vania Paschoalin (assessora da presidência da FAPERJ), Filippo Scelza (subsecretário de Cooperação com o Setor Tecnológico e Inovativo da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação) 

O diretor do escritório, no Rio, do CNRS – Centro National da Pesquisa Científica, da França, Olivier Fudym, reuniu-se nesta quarta-feira, dia 30 de janeiro, com o presidente da FAPERJ, Jerson Lima. A reunião ocorreu na sede da Fundação e teve por objetivo consolidar os laços de colaboração entre a FAPERJ e o CNRS, discutindo a possibilidade de novas cooperações entre pesquisadores de instituições fluminenses e francesas, e também para dar maior visibilidade para as cooperações individuais que já existem entre pesquisadores dos dois países, como, por exemplo, no âmbito de programas próprios da FAPERJ, tais como Cientista do Nosso Estado, Jovem Cientista do Nosso Estado, Institutos Nacionais de Ciência e Tecnologia (INCT), Doutorado Sanduíche e Doutorado Sanduíche Reverso etc. Em outra frente, ficou acertada a preparação de um Termo de Cooperação entre as duas agências, com vistas a ampliar as possibilidades de cooperação não apenas entre instituições de ensino e pesquisa dos dois países, mas que incentive também a busca de parcerias com o setor produtivo. Estiveram presentes ao encontro, além dos dois dirigentes, o encarregado da cooperação científica do CNRS no Brasil e no Cone Sul, Alexis Lenoir; o subsecretário de Cooperação com o Setor Tecnológico e Inovativo da Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti), Filippo Scelza; o superintendente da Subsecretaria de Cooperação com o Setor Tecnológico e Inovativo da Secti, Felipe Sampaio; e os assessores da presidência da FAPERJ, Vania Paschoalin e Caio Meira.


Bolsas de post-doutorado da região Vallée de la Loire

A região francesa da « Vallée la Loire » oferece bolsas de pós-doutorados. Os candidatos devem ter pelo menos 5 anos de experiência na pesquisa, depois do doutorado. O prazo para submeter é dia 7 de fevereiro de 2019 e todas as disciplinas são elegíveis.

 

O programa abrange o salário integral do pesquisador por um ano, sua acomodação e todos os aspectos administrativos relacionados à recepção do pesquisador e de sua família. Além disso, um orçamento é alocado para a organização de uma conferência internacional de dois a três dias.

 

Detalhes e dossiê encontram-se no portal do “Le Studium”, o órgão que gerencia essas bolsas (que são muito interessantes): http://www.lestudium-ias.com/content/studium-research-fellowship


No widget added yet.