A Fiocruz comemora seu 120º aniversário

A FIOCRUZ (Fundação Oswaldo Cruz) comemorou seu 120º aniversário em 25 de maio de 2020. Inspirada no Instituto Pasteur de Paris, com o qual colabora há quase um século, a FIOCRUZ foi fundada em 1900 graças ao médico e epidemiologista brasileiro Oswaldo Cruz. Seu principal objetivo era responder à crise de saúde e desenvolver vacinas para combater a pandemia da peste bubônica.

Desde sua criação, a FIOCRUZ tem tido uma longa e frutífera história de cooperação com a França e a CNRS. Esta longa amizade entre o CNRS e a FIOCRUZ foi selada por um novo acordo em Outubro de 2019 que visa reforçar a parceria entre estas duas instituições e promover a investigação conjunta na área da saúde (ver Newsletter n°6).

A FIOCRUZ é sem dúvida a maior instituição de pesquisa e desenvolvimento em ciências biológicas e médicas da América do Sul e é, além disso, a única instituição brasileira que faz parte da rede global Pasteur.

Recentemente, o Laboratório de Vírus Respiratórios e Sarampo do Instituto Oswaldo Cruz (COI/Fiocruz) foi designado como laboratório de referência pela Organização Mundial da Saúde para combater o Covid-19 nas Américas. O laboratório, que se juntou à rede de laboratórios especializados Covid-19 da OMS, começará agora a realizar testes para diagnosticar a doença na região.

A FIOCRUZ, que atualmente emprega 13.000 pessoas, está vinculada ao Ministério da Saúde e tem dois objetivos principais: por um lado, promover a saúde e o desenvolvimento social e, por outro lado, gerar e disseminar conhecimento científico e tecnológico. A FIOCRUZ, que está organizada em torno de 10 grandes institutos, 2 fábricas e 2 hospitais espalhados por todo o Brasil, tem uma gama muito ampla de atividades:

  • O desenvolvimento de projetos de pesquisa;
  • A prestação de serviços hospitalares;
  • A fabricação de vacinas, medicamentos e kits de diagnóstico;
  • Ensinar e treinar;
  • Informação e comunicação na área da saúde, ciência e tecnologia;
  • Controle de qualidade de produtos e serviços;
  • Implementação de programas sociais…

Para celebrar seus 120 anos, a FIOCRUZ organizou um evento comemorativo na forma de um webinar no dia 25 de maio de 2020, intitulado Fiocruz 120 anos. Em defesa da vida [Fiocruz 120 anos. Em defesa da vida]. O evento, que reuniu representantes de muitas instituições e laboratórios de pesquisa brasileiros, durou quase 3 horas e contou com aproximadamente 2.250 visualizações ao vivo. O webinar traçou um paralelo entre as condições em que esta instituição nasceu em 1900 para combater a peste bubônica e a crise sanitária que o Brasil enfrenta hoje com a expansão da Covid19. Este evento foi também uma oportunidade de apresentar o novo centro hospitalar com vocação permanente, construído no campus da FIOCRUZ para combater a pandemia de Covid-19. Além de ser um hospital que pode receber pacientes, o prédio abrigará um centro de pesquisa dedicado ao estudo da doença.

Nísia Trinidade Lima, Presidente da Fiocruz

Depois de uma apresentação do Ministro da Saúde em exercício, General Eduardo Pazuello, que falou do “orgulho” de ter uma instituição como a Fiocruz no Brasil, o evento foi inaugurado pela presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, a primeira mulher a dirigir essa famosa instituição. Ela falou sobre a história da Fiocruz e os “desafios da pandemia de Covid-19” de hoje e de amanhã, destacando a importância dos estudos científicos, mas também das políticas públicas para responder o melhor possível a este tipo de crise.

Também falaram :

  1. Socorro Gross (Representante da OPAS[1]/OMS do Brasil)
  2. Marcelo Morales (Representante do MCTIC[2])
  3. Mauro Junqueira (Secretário Executivo CONASEMS[3] et ex-presidente do CONASEMS)
  4. Elizabeth Campos (Coordenadora do Projeto Casa Viva– REDECCAP)
  5. Soumya Swaminathan (Cientista  Chefe na OMS)
  6. João Carlos Salles (Reitor de l’UFBA[4])
  7. Eduardo Eugenio Gouvêa (Presidente da Firjan[5])
  8. Vitória Oliveira (Coordenadora da Girl Up Nise da Silveira e membro do corpo estudantil da EPSJV[6])
  9. Denise Pires (Reitora da UFRJ)
  10. Helena Nader (Presidente Honorária da SBPC[7])

Os participantes puderam recordar a importância de uma instituição como a Fiocruz no Brasil, que é “um lugar de excelência: da ciência, da política [pública], do conhecimento e da educação” [Elizabeth Campos]. Um grande número de intervenções sublinhou o fato de que a FIOCRUZ não é apenas o patrimônio científico nacional, mas também um “patrimônio mundial”.

Em conclusão, Nísia Lima recordou a importância das instituições científicas para o país, o compromisso de todos os colaboradores da FIOCRUZ e os principais valores e pilares da ciência moderna, que são “a liberdade e a ética na sociedade democrática”.

O evento está acessível no canal do Fiocruz Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=BCSyR0Lhxs0

Programa da cerimônia de 25 de maio

[1] Organização Pan-Americana da Saúde

[2] Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação

[3] Conselho Nacional das Secretarias Municipais de Saúde

[4] Universidade Federal da Bahia

[5] A Firjan é uma organização privada sem fins lucrativos com mais de 7.500 empresas associadas. Sua missão é “promover a competitividade empresarial, a educação e a qualidade de vida dos trabalhadores da indústria e da sociedade como um todo, contribuindo para o desenvolvimento sustentável do Estado do Rio”.

[6] Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio

[7] Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência