O CNRS tem varias ferramentas de colaborações na internacional para estruturar e apoiar o financiamento das cooperações entre equipes de pesquisa de laboratórios afiliados ao CNRS e aos parceiros estrangeiros. Essas ferramentas são principalmente ferramentas facilitando a mobilidade dos pesquisadores. Eles permitem apoiar o nascimento, a consolidação e a estruturação das colaborações internacionais.

Os IRL (International Research Laboratory)
Um IRL é um verdadeiro laboratório baseado fora da França, é o equivalente de uma UMR (Unidade Mista de Pesquisa) francesa clássica mas implantada fora da França, é uma ferramenta de cooperação internacional compartilhada pelo CNRS, para estruturar uma colaboração internacional dentro de um lugar comum.

 

Os IRP (International Research Program)
Um IRP é composto de equipes afiliadas ao CNRS e estrangeiras trabalhando num mesmo assunto, é uma ferramenta de cooperação internacional compartilhado pelo CNRS, para consolidar parceiros de pesquisa. O orçamento alocado finança intercâmbios de pesquisadores, eventos conjuntos etc..

 

Os IRN (International Research Network)
Um IRN é um grupo internacional de uma ou várias equipes afiliadas ao CNRS e várias equipes de outros países (geralmente entre 5 e 8 laboratórios). O orçamento alocado pelo CNRS finança intercâmbios de pesquisadores dentro da rede mas também a realização de eventos conjuntos (workshops, escolas…).

 

Os IEA (International Emergent Actions)
Os IEA são projetos de 2 anos para formalizar uma cooperação entre pesquisadores franceses e sul-americanos. Esses projetos integram duas equipes de pesquisadores para trabalhar juntos numa temática comum.

 

Os OHM (os Observatoires Hommes-Milieux)
Os Observatórios Homens-Meios participam ao conhecimento das interações homens-meios e das dinâmicas dos meio-ambientes anthropisados com uma abordagem em meio-ambiente geral.