FRANCE – Make Our Planet Great Again, primeira conferência

Quand :
Outubro 1, 2019 Jour entier
2019-10-01T00:00:00+02:00
2019-10-02T00:00:00+02:00
Où :
Musée du Quai Branly
37 Quai Branly
75007 Paris

A conferência climática COP21 realizada em Paris em 2015 concluiu um importante acordo que compromete 195 Estados a reduzir as suas emissões de gases com efeito de estufa, recorrendo ao trabalho dos peritos do IPCC (Painel Intergovernamental sobre as Alterações Climáticas) e reconhecendo o impacto das actividades humanas na evolução do sistema climático. A ambição final do Acordo de Paris é limitar o aquecimento global provocado pelo homem a um nível significativamente inferior a 2°C acima dos níveis pré-industriais e envidar esforços para atingir a meta de 1,5°C.

Em 1 de junho de 2017, em resposta à decisão dos Estados Unidos de abandonar o Acordo de Paris, o Presidente da República Francesa, Emmanuel MACRON, convidou pesquisadores e professores, empresários, associações e ONGs, estudantes e a sociedade civil a se mobilizarem e se juntarem à França na luta contra o aquecimento global. Em julho, este apelo foi seguido pela Alemanha, ilustrando assim o desejo da França e da Alemanha de estar na vanguarda da luta contra a mudança climática.

Isto deu origem à iniciativa internacional de pesquisa “Make Our Planet Great Again” (financiada pelo Secrétariat Général Pour l’Investissement (SGPI) e pelo Bundesministerium für Bildung und Forschung (BMBF)), que é administrada pelo Centro Nacional da Pesquisa Cientifica (CNRS) e pela Agencia Nacional da Pesquisa (ANR) em nome de todas as organizações de pesquisa francesas, e pelo Deutscher Akademischer Austauschdienst (DAAD) na Alemanha. No programa, os cientistas são convidados a fazer pesquisas sobre o funcionamento do sistema Terra, mudanças climáticas, desenvolvimento sustentável e transição energética. Os desafios globais são complexos e interligados por natureza. Enquanto uma compreensão completa do sistema Terra é necessária, questões-chave como a saúde global, alimentos, água e energia também devem ser estudadas a partir de uma perspectiva ecológica, biológica, ambiental, social, tecnológica e econômica. O objetivo principal será propor estratégias de mitigação e adaptação para as sociedades, conforme previsto nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Isto implica o desenvolvimento de equipas de investigação de alto nível, desde projetos de investigação fundamental a projetos de investigação orientados para soluções, reunindo cientistas de âmbito internacional. Para responder a estes desafios, foram selecionados 55 projetos que combinam pesquisadores estrangeiros e equipes de pesquisa francesas e alemãs.

Esta conferência lança oficialmente o programa “MOPGA” em França e na Alemanha.