Out
13
Ter
BRASIL – Workshop on Differential Geometry @ Hotel Ponta Verde
Out 13 – Out 23 Jour entier

O Workshop de Geometria Diferencial do Instituto de Matemática da Universidade Federal de Alagoas tornou-se um evento tradicional que acontece anualmente em Maceió-Alagoas, durante o verão brasileiro. O objetivo deste workshop é reunir em Maceió pesquisadores nacionais e internacionais de alto nível científico no campo da geometria diferencial.

Nesta 10ª edição especial, o evento incluirá uma atividade do Centro Internacional de Física Teórica (ICTP).

Todas as actividades serão realizadas no Hotel Ponta Verde na Praia do Francês. De 9 a 13 de Março o programa será composto por 5 minicursos e é dedicado a jovens pesquisadores e estudantes de pós-graduação, e de 16 a 20 de Março, o evento mantém a programação tradicional com palestras convidadas.

Mais informações no website do evento : https://geometry-maceio.sciencesconf.org/

Nov
3
Ter
ONLINE : GREEN HYDROGEN SUMMIT @ Online
Nov 3 – Nov 4 Jour entier

A Green Hydrogen Summit – Chile 2020 International Conference é o maior evento de hidrogênio a ser realizado na América Latina e uma das principais conferências digitais de acesso aberto sobre o assunto. Este evento virtual de dois dias reunirá autoridades e representantes de empresas para analisar as oportunidades e desafios que o hidrogênio apresenta no mundo. Além disso, o evento inclui uma plataforma que permitirá reuniões de negócios entre os diferentes atores da cadeia de valor do hidrogênio.

Ver o evento

Nov
9
Seg
Espaço público e apropriação cidadã: concepções, práticas e exigências
Nov 9 – Nov 11 Jour entier

Há doze anos que investigadores lusófonos e francófonos em planeamento e desenvolvimento urbano e regional estabelecem laços de cooperação e intercâmbio, organizando Diálogos Franco-Lusófonos em planeamento e desenvolvimento urbano e regional de dois em dois anos. As cinco primeiras edições destes encontros foram realizadas alternadamente na França e no Brasil: Paris (2011), São Paulo (2012), Lille (2014), Salvador da Bahia (2009, 2016), Tours (2018). Cada vez que resultaram na publicação de livros e edições especiais de revistas.

Inicialmente limitados ao intercâmbio franco-brasileiro, desde 2016 esses diálogos – diálogos – estão abertos a todos os pesquisadores em planejamento e desenvolvimento urbano das duas áreas linguísticas, Luso e francófona.

Para a edição de 2020, propomos o seguinte tema como orientação geral:

“Espaço público e apropriação cidadã: DESAFIOS, concepções, práticas e exigências”.

O colóquio visa continuar e completar o esforço de reflexão sobre a relação espaço-sociedade-ambiente (“natural” e antropizada) já realizado por muitos pesquisadores, a partir de uma perspectiva interdisciplinar, internacional e comparativa. O objectivo é reunir investigadores e profissionais interessados na intersecção das questões urbanas e sociais, e mobilizar contribuições de todas as ciências humanas e sociais. Se pelo seu próprio propósito o campo disciplinar do colóquio se ocupa principalmente do planejamento urbano no sentido estrito do termo, de acordo com o próprio espírito dos Diálogos, são desejadas contribuições mobilizando os conceitos, métodos e fundamentos teóricos de disciplinas como geografia, economia, sociologia, planejamento territorial, direito e gestão, ciências ambientais, arquitetura e ciências do projeto. A conferência está, portanto, totalmente aberta a estas disciplinas, especialmente porque uma abundância de literatura nos mostra que muitas disciplinas trataram da questão do espaço público, que pode ser abordada tanto do ponto de vista jurídico, econômico, sociológico, geográfico, histórico ou filosófico, como de um planejamento urbano; nomeadamente, no que diz respeito a esta última disciplina, na sequência do trabalho de Jürgen Habermas porque, no final, talvez não haja uma distância tão grande entre a visão do filósofo do espaço público – ou da esfera pública – como lugar simbólico para a circulação de ideias e espaço de debate público, e a análise dos espaços públicos físicos que, na sua materialidade, permitem a circulação e/ou o encontro de cidadãos/cidadãos e coisas.